The science of “Why can’t I be you?”

Autotufilia, poderia se chamar.

Mas a philia (que é eros, mas não só eros) é uma disposição a se tornar parte de uma categoria – não se nasce mulher se torna mulher; autoginefilia. Não é só a Lynn, são muitos MtFs hoje em dia, que depois de uma vida como homem e cross-dresser se apaixonam de vez por uma personagem feminina feita com as células do seu corpo. Depois de ser homem, ter himem.

Ray Blanchard em 1989 tipificou a ocorrência de autoginefilia nas transmulheres. Resultados, e críticas.

http://www.genderpsychology.org/autogynephilia/male_gender_dysphoria/nonhomosexual_transsexual.html

http://www.annelawrence.com/twr/28narratives.html

http://www.annelawrence.com/twr/becoming_what_we_love.pdf

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s