Minutos de sabedoria esquizotrans

Ando inebriada de sonhos
Logo tropeço e dou de cara com o niilismo,
Joelho no chão
Mundo nas costas,
Dirijo meus passos-pesados ao próximo bar
Peço cachaça preta,
Lanço maldições e saúdo os poetas decadentes que encantam adolescentes e assassinam as manhãs
dia seguinte durmo
sonho com carniças
acordo com fome,
ninguém para me adorar…
meus olhos continuam azuis
mas pálpebras gordas perturbam minha nitidez,
sonhos carcarás voam lá em cima
e cagam em mim
aproveito para alforriá-los

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s